• Sabrina Hoffmann

Pandemia escancarou problemas pré-existentes de gestão logística, comenta especialista

José Antonio Gasque Jr., CSMO da Lincros, avalia que além de enfrentar problemas evidentes com o transporte de cargas, empresas que não realizam a gestão da área com base na transformação digital não conseguem agir rapidamente em situações imprevisíveis. Compass é exemplo de empresa que segue na contramão da crise e conquistou eficiência operacional


A paralisação econômica decorrente das medidas de distanciamento realizadas em todo o mundo por conta da pandemia do coronavírus já resulta em perdas para empresas de todos os segmentos e portes. Na logística não é diferente: segundo a Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC&Logística), o volume de cargas transportadas em todo o território nacional teve uma queda de 38,69% desde o início da crise.


Mais do que ajustar processos, muitas empresas enfrentam um desafio na reorganização de seu processo logístico porque, segundo José Antonio Gasque Jr, CSMO da Lincros, ainda não estão alinhados com a transformação digital. “Muitos negócios ainda não contam com uma visão global de sua estrutura logística nem conseguem acompanhar seus processos em tempo real. O resultado é a falta de dados e de aplicações para, especialmente em momentos de crise, se realizar ajustes rápidos e precisos. Por isso, quem tem negligenciado suas demandas tecnológicas e resistido ao mercado digital agora tem ainda mais perdas por não ter dados suficientes para monitorar e ajustar todo o processo”, avalia.


Para o diretor, a antecipação neste momento e, especialmente, na retomada econômica, será um diferencial para empresas com estruturas logísticas tecnológicas. “Na greve dos caminhoneiros, que parou o Brasil em 2018, houve uma situação similar a esta. Naquele momento, quem contava com o monitoramento de frota e uma roteirização eficiente conseguiu, mesmo com restrição, preservar produtos e garantir segurança no transporte. Neste momento, estas empresas que já usam a digitalização na rotina também podem reduzir custos com a criação de rotas inteligentes, evitando que a frota percorra grandes distâncias sem a certeza da entrega”, exemplifica.


Compass Minerals na contramão da crise

Atuando em home office desde o dia 6 de março, a equipe de logística da Compass Minerals dá exemplo de gestão eficiente no trabalho remoto. Matheus Caldeira -  Gerente de Logística, explica que a companhia atuou em dois cenários neste momento, o que permitiu à empresa seguir na contramão da maioria dos negócios. “ O primeiro foi a realização do Go Live do sistema Lincros no início de abril.  Todos os cenários Outbound estão sendo realizados através deste TMS integrado ao nosso ERP, garantindo um fluxo muito mais ágil operacionalmente e confiável financeiramente destas operações”, destaca. 


O segundo passo da área logística da Compass foi o lançamento de um aplicativo da área. “Nosso app Tem Carga possibilita a divulgação das nossas cargas de forma exponencial e transparente aos motoristas autônomos e transportes cadastrados, otimizando nosso fluxo de contratação dos fretes rodoviários .Iniciativas como estas nos proporcionaram ganhos de escala e eficiência operacional, bem como um melhor controle financeiro das nossas operações logísticas”, finaliza o executivo.

0 visualização