• Sabrina Hoffmann

#Ficaemcasa: Clientes Trevo adotam trabalho remoto

Para combater a proliferação do coronavírus, os clientes da Trevo estão adotando iniciativas para garantir a segurança das equipes. Confira aqui quem adotou home office nos últimos dias:

Teclógica: a empresa de tecnologia com cerca de 100 profissionais criou um plano de contingência em três níveis. Neste primeiro momento, quando não se tem casos confirmados na cidade, há um reforço na higienização das áreas comuns, além de ações para conscientização das equipes. Reuniões estão sendo feitas preferencialmente de forma remota e viagens sendo evitadas. Na medida em que a situação toma novas proporções, outras medidas serão adotadas, como uso de máscaras e home office para todos os profissionais que não precisarem estar necessariamente na empresa para desempenharem seus papéis.


Ellevo: já habituada a atuar em home office, a empresa adotou o regime para 100% da equipe e apoia os clientes que estão atuando em trabalho remoto através de treinamentos gratuitos sobre como adequar a plataforma da empresa para potencializar as atividades realizadas fora das companhias.


Lincros: a empresa de tecnologia especializada em soluções para logística também criou um plano de ações para garantir a segurança da equipe. Além de um comitê que avalia diariamente a situação, suspendeu viagens, priorizou reuniões online e gradativamente está adotando home office para a equipe. São cerca de 100 pessoas na empresa.


PagueVeloz: a fintech tem na unidade de Blumenau (SC) cerca de 40 profissionais. A partir dessa terça-feira (17), todos estarão atuando em home office. Na unidade da empresa em São Paulo estão sendo tomadas medidas semelhantes. Ao todo são cerca de 80 profissionais na empresa que estão redobrando os cuidados em relação a higienização, reuniões presenciais e viagens.


Bludata: especializada no desenvolvimento de softwares de gestão, a empresa adota a partir desta quinta-feira (19), home office para 100% da equipe e reforça que dessa forma irá manter a rotina de trabalho, levando em consideração os cuidados para preservar a equipe.


Fundação Fritz Müller: a entidade suspendeu temporariamente os cursos e projetos sociais. A equipe segue atuando em home office e o portal da FFM traz conteúdos dos professores sobre a atual situação.

0 visualização